ultrage

Neste blog também se falam de coisas sérias e este post é um desses casos, acho um bocado revoltante o que o senhor Aníbal Cavaco Silva, ilustre Presidente da República português anda para ai a bradar, passo a citar:

«Eu descontei quase 40 anos parte do meu salário para a Caixa Geral de Aposentações como professor universitário e também como investigador da Gulbenkian. Ao todo, são 1300 euros mês», começou por explicar.»

Isto é suposto uma pessoa sentir pena do senhor? E aquelas pessoas que recebem pouco mais de 300 euros? Que nem conseguem pagar as contas dos medicamentos que têm que tomar? E que vêem todos os meses mais cortes na sua já pequena reforma?

Na minha opinião enquanto os nossos líderes se fizerem de pequenas vítimas porque os 1300 (que ganha só de uma reforma, que ainda tem mais) não chegam ou é pouco enquanto as pessoas que estes governam recebem menos MIL euros que eles isto vai de mal a pior.

E não ficamos por aqui, o caro PR remata com a seguinte declaração:

«Tudo somado, quase de certeza que não vai chegar para pagar as minhas despesas, porque também não recebo vencimento como PR»

Poupem-me senhor Cavaco.

(Podem ler mais aqui no site da TVI24)

Leave a Reply

Seguir por Mail

SemSaltos. Com tecnologia do Blogger.